Eduardo Bolsonaro diz que vai processar “esquerdalha”

652

O filho de Jair Bolsonaro, Eduardo Bolsonaro, disse neste sábado (2) que irá ao conselho de ética contra os parlamentares que, segundo o mesmo, promovem a ‘desordem e a quebra da democracia’.

A declaração de Eduardo aconteceu um dia após Marco Feliciano pedir ao PGR para investigar o senador Humberto Costa, por estar supostamente apoiando e incentivando a subversão da ordem política ou social e a luta violenta contra população, no caso, Forças Armadas e Governo.

- Anúncios -

Na rede social do Twitter, Eduardo deu os parabéns ao deputado do Podemos, onde declarou que também está pegando posts e falas de alguns parlamentares para, assim, ir ao conselho de ética e representar por conta do incentivo à desordem a quebra da democracia.

Está gostando do texto? Clique no botão abaixo (“Continuar lendo”) para ver o resto do conteúdo!